Tel: (27) 3241-4811 / bondboca1@uol.com.br

Site Oficial Chopp Brusk

 

 

Instale nosso Aplicativo:

 

 

Dicas da Brusk

 

A Brusk investe na qualidade das matérias-primas, na contratação dos melhores profissionais e nos melhores fornecedores, estabelecendo um novo conceito para este mercado, por isso separamos algumas dicas fundamentais para um bom consumo de chopp.

• A diferença entre o chopp e a cerveja é que esta recebe mais uma etapa no processo de suafabricação: a pasteurização. O chopp é uma bebida mais fresca e não contém tanto gás.

• O Chopp Brusk não é pasteurizado e não contém aditivos. É leve, como o clássico paladar da baixa fermentação.

• Validade: geralmente os barris têm que ser consumidos em 4 dias após sair da câmara. Depois de abertos, são no máximo 72 horas para o consumo, para que ele não perca suas características originais.

• Ingredientes do chopp: 100% artesanal água de boa qualidade, malte e lúpulo.

• O famoso colarinho é recomendado para chopp porque a espuma ajuda a manter o aroma e o sabor, além de deixar a bebida com melhor aspecto.

• Copos mais finos, com fundo estreito, e sempre muito limpos, ajudam na formação do colarinho

1 - A purificação

Cada copo tem de ser minuciosamente esfregado, em escovas fixadas na cuba da pia, por dentro, por fora e na base. Depois, é enxaguado em outra cuba, com água corrente. Essa etapa inclui erguer o copo na altura dos olhos para ver se as gotas estão correndo uniformemente, um dos indícios para saber se está bem limpo. Isso impede que o colarinho desapareça rapidamente, evitando o risco do chopp ficar "desprotegida".

2 - O sacrifício

O primeiro jarro da chopeira deve ser degustado para verificar o sabor e a essência do chopp. Isso garante que a bebida colocada no copo esteja realmente fresca e impede a existência de um excesso indesejado de creme.

3 - A inclinação

O copo deve ser segurado logo abaixo do bico da torneira, com uma inclinação de 45°, e não pode tocar o bico.

4 - O colarinho

A formação do creme ocorre naturalmente pela inclinação correta do copo e, depois, quando ele é abaixado. Ao circular, a bebida ganha uma proporção ideal entre espuma e líquido. O creme inicial é importante para evitar que o chopp entre em contato com o ar e perca sabor e aroma.

5 - A retirada

O copo deve ser removido do jato do chopp com rapidez e precisão, de maneira a evitar que alguma gota entre em contato com o ar, oxide e interfira no sabor do chopp.

6 - A guilhotina

O excesso de creme formado no topo da taça deve ser "gentilmente cortado" com uma espátula inclinada a 45°. Isso evita que o creme do chopp abaixe rapidamente.

7 - O julgamento

Há uma quantidade de creme considerada correta: 3 cm - nem mais nem menos, o equivalente a cerca de dois dedos. Essa camada cria um "chapéu" de proteção para a bebida.

8 - A limpeza

Antes de ser entregue ao consumidor, o copo precisa ter a parte externa lavada.

9 - Apresentação

A taça é servida ao cliente com uma bolacha de papel na base, com o logotipo virado para o cliente. E, ao entregá-lo, o bartender deve desejar "saúde".

Valvula

Válvula extratora a gás: faz a conexão do barril com a chopeira e com o cilindro de gás carbônico. Funciona com gás sob pressão.

Regulador

Regulador de pressão: equaliza a pressão do gás carbônico, que serve para impulsionar o chopp para fora do barril. Tem dois manômetros, um para medir a quantidade de gás e outro para medir a pressão do barril.

Barril

Barril: cilindro de metal hermeticamente fechado com um sistema de vedação da parte superior, para estocar a quantidade de chopp específica para seu tamanho.

Cilindro

Cilindro de CO2: cilindro de metal usado para estocar gás carbônico, que será usado para impulsionar o chopp para fora do barril. Deve ser colocado longe de fontes de calor e luz solar.

Chopeira Elétrica

Chopeira elétrica: é a parte que fica à vista. Tem uma ou duas torneiras para extração do chopp na parte frontal. A parte mais importante é o motor de refrigeração, que deve permanecer com as janelas de respiração sempre livres. Na parte inferior fica a conexão com o sistema de tiragem de chopp.

A chopeira deve ser colocada a, no mínimo, quatro metros de distância de qualquer fonte de calor. As chopeiras elétricas devem estar próximas a tomadas e de um ramal de água para a lavagem de copos e serpentinas.

SISTEMA PRESSURIZADO DE CO²:

• Montar a válvula extratora com mangueira (A);

• Recortar o lacre de forma que a boca do barril fique exposta;

• Acoplar a válvula (B) sobre a boca do barril;

• Exercer pressão sobre a válvula e ao mesmo tempo girá-la para a esquerda (sentido horário);

• Conectar a outra extremidade da mangueira (C) à caixa (serpentina);

• Colocar gelo no interior da caixa de forma que a serpentina fique coberta;

• Travar a vávula (D) puxando-a no sentido do corpo ( ) e ao mesmo tempo para baixo ( );

• Abrir a válvula (E) do gás e em seguida abrir a válvula (F) ideal 2,5 a

2,8 kgf/cm3 (bar);

• Abrir a torneira (Y) puxando-a para frente para extrair o chopp;

• Ajustar a vazão de saída do chopp através da válvula (X).

Periodicamente deve ser executada a limpeza interna da serpentina, de forma a manter o canal de passagem do chopp sempre limpo para não afetar o sabor do produto. Essa limpeza é fácil de ser feita: • Feche a passagem do chopp na válvula extratora. Solte a união rosqueada da válvula extratora para liberar a mangueira do chopp;

 

• Abra a torneira de extração da chopeira para esvaziar a serpentina;

• Ligue uma mangueira de água à extremidade livre da mangueira de chopp. Abra a água e deixe-a correndo por pelo menos 3 minutos, para lavar internamente a serpentina;

• Feche a torneira de extração e a de água ao mesmo tempo. Dessa forma, a serpentina ficará totalmente cheia de água, deixando-a assim até o dia seguinte, quando então é feita novamente a ligação da mangueira do chopp com a válvula de extração;

• Quando for iniciada a extração no dia seguinte, abra em primeiro lugar a torneira da chopeira, depois libere a passagem do chopp, abrindo a válvula extratora. Agindo assim, toda a água do sistema será eliminada, e o chopp começará a fluir normalmente após alguns instantes.

O CHOPP NÃO FLUI:

• Verifique se o barril não está vazio.

• A válvula extratora foi devidamente engatada ao barril (certifique-se de que ela esteja bem engatada e com a alavanca ou manete abaixado, deste modo abrindo a passagem do chopp para a mangueira).

• Verifique (no caso de chopeira a gás) se o cilindro de CO2 não está vazio, com baixa pressão, com registro fechado (no caso dos manômetros de relógio) ou com sua mangueira dobrada.

• Verifique, no caso das chopeiras dotadas de torneira italiana, se sua alavanca lateral controladora de fluxo não está totalmente erguida, fechando a passagem do chopp.

• A serpentina pode ter congelado, portanto desligue o equipamento (no caso das máquinas elétricas) ou retire o gelo em contato com a serpentina (no caso dos equipamentos a gelo) para descongelar o sistema.

O CHOPP TEM POUCA ESPUMA:

• O chopp pode estar frio demais.

• A pressão interna do barril está muito baixa, necessitando de um novo cilindro de CO2 ou mais bombeamento.

• O abastecimento de CO2 foi de algum modo interrompido.

• Os copos podem não estar adequadamente limpos.

O CHOPP TEM ESPUMA DEMAIS:

• O chopp está quente.

• A pressão interna do barril está alta, sendo necessário regular a pressão no cilindro de CO2.

• O chopp ainda está muito "agitado" pois a extração do barril foi iniciada logo após o transporte.